Perfil do Profissional Ideal — O Que as Empresas Esperam?

Tempo de leitura: 2 minutos

pessoa com uma mão no touchpad de um notebook

Será que existe um perfil do profissional ideal? É comum escutarmos que algumas competências colocam um candidato à frente de outro em uma seleção de cargo, como é o caso de níveis mais avançados de idiomas, por exemplo. Mas, fora isso, quais são as outras habilidades que uma pessoa deve ter para entrar na empresa dos sonhos? Acompanhe mais detalhes neste artigo.

Como é o perfil do profissional ideal?

A verdade é que não existe um perfil do profissional ideal. Isso mesmo, o “colaborador dos sonhos” não existe! Há diversos profissionais com qualidades e competências diversas que se encaixam em distintos cargos. 

Por exemplo, uma empresa pode estar recrutando talentos que sejam criativos e isso não significa que os que possuem bloqueios para a criatividade não sejam bons. Eles somente não são adequados para aquele cargo e/ou aquela empresa especificamente. 

Portanto, o perfil do profissional ideal é mutável. Tudo dependerá do que a organização estiver precisando com base nos seus valores e objetivos.

Porém, de forma geral, algumas características podem fazer com que o RH se interesse mais pelo o seu perfil do que de outro candidato, como:

Estar em constante aprendizado

Os recrutadores gostam de quem procura sempre por novos conhecimentos. O mercado de trabalho, independentemente do segmento, não é fixo, ou seja, está em constante mudança. 

Por isso, fazer cursos de especialização, como pós e MBA, é importante para sempre estar atualizado com as novidades do momento. Além disso, existem aqueles de reciclagem que visam rever os conhecimentos adquiridos na época da graduação.

Ser motivado

Em uma entrevista de emprego, por exemplo, é importante mostrar o seu interesse com o cargo e em fazer a diferença dentro da organização. Ninguém deseja contratar uma pessoa que, depois dos três meses, pensa em sair. 

Além disso, você pode se mostrar motivado com o seu crescimento profissional, vontade de aprender, se aperfeiçoar, entre outras coisas.

Saber trabalhar em equipe

A competitividade é algo natural e até saudável dentro de uma empresa. O problema é quando você mostra ser muito agressivo nessa característica.

Em geral, os recrutadores procuram pessoas que saibam trabalhar em equipe e, de alguma forma, queiram ajudar a empresa como um todo. 

Gostar da carreira que escolheu

Quando se tem amor pelo o que faz, tudo fica melhor, não acha? As empresas buscam profissionais apaixonados pelas suas profissões e que realmente queiram dar o seu melhor. Acredita, o RH percebe isso!

Gostou do conteúdo? Continue acompanhando o blog da Faspec!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *