Carreira no Mercado de Agronomia: Saiba Mais Sobre Ele

Tempo de leitura: 3 minutos

lavoura e uma máquina realizando a irrigação

No momento de decidir o seu curso, muitas dúvidas aparecem. Qual a melhor área para a seguir? Onde encontro bons salários? Vou gostar de fazer isso? Até responder todas as perguntas, muita pesquisa é feita. Para te ajudar nessa missão, hoje vamos te explicar tudo sobre agronomia e quais as possibilidades de atuação nesse mercado.

Quem se forma em agronomia é conhecido como agrônomo e também engenheiro agrônomo. Sua principal função é focar na qualidade e produtividade das plantações e rebanhos do campo. Na sua área, ele pode atuar diretamente em qualquer etapa dos processos da propriedade rural.

Que tal conhecer um pouco mais sobre a agronomia, possibilidades de atuação e a média salarial? É só seguir o texto que a FASPEC responde!

Agronomia: o que faz um engenheiro agrônomo?

Um dos diferenciais da agronomia é que o profissional tem conhecimento de técnicas, validadas cientificamente, de cultivo e criação. Isso possibilita uma gama de atuações, desde o plantio até a colheita ou criação de animais. Também é possível que o agrônomo atue no processo e na venda dos produtos da fazenda.

A gestão rural depende muito desse profissional, que também pode monitorar o preparo do solo, ajudar no combate pragas e doenças e também controlando a colheita, o armazenamento e a distribuição da safra.

Possibilidades de atuação de um agrônomo

A agronomia pode abrir um leque de oportunidades para os profissionais que desejam se formar nessa área. Um dos mais conhecidos é no âmbito da administração rural. Aqui, o agrônomo poderá gerenciar as unidades de produção das fazendas nos mais minuciosos detalhes.

Executando atividades que passam pelo planejamento de compras, gerenciamento de máquinas e de funcionários, além, claro, da gestão da produtividade e qualidade da produção no campo.

Há também a possibilidade de se especializar em uma temática específica do campo.

O agrônomo pode focar na fitotecnia, acompanhando o cultivo e a colheita de safras, buscando por exemplo aumentar a produtividade por meio da seleção de sementes, na silvicultura, recuperando matas devastadas e na zootecnia, planejando a criação dos animais ou, até mesmo, aprimorar seus conhecimentos em gestão e administração rural, de forma a proporcionar maior visibilidade, organização, produtividade melhoria da qualidade do agronegócio.

Agora que você sabe o que um agrônomo pode fazer, é hora de saber como é o mercado de trabalho da agronomia.

Agronomia no mercado de trabalho

Não pense que esse é um mercado com poucas possibilidades. Para se ter uma ideia, o agronegócio tem quase 25% de participação no PIB do Brasil. A agricultura é o carro-chefe que puxa esse percentual e o seu espaço é cada vez maior para quem busca atuar na área.

Mas vamos falar de valores. O agrônomo tem garantido por lei um salário-base, regulamentado através de lei. Para quem tem uma jornada de seis horas, o valor mínimo é de 6 salários mínimos. Para profissionais que trabalham sete horas diárias, o pagamento é de 7,25 salários mínimos. Por fim, quem trabalha oito horas recebe no mínimo 8,5 salários mínimos.

A média salarial está próxima dos R$ 4.800, podendo chegar até R$ 6.800 em uma função de gerência. Existem também vários concursos públicos, que podem pagar mais de R$ 10 mil ao mês.

À medida que sua capacitação e especialização aumenta na área, mais valorizado será seu currículo e, com isso, aumentam-se as possibilidades de atuação e de melhorias no salário.

Para ficar por dentro de mais dicas de carreira como essas que demos, é só continuar de olho em nosso blog!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *