Segurança do Trabalho em Hospitais: Entenda Sua Importância

Tempo de leitura: 4 minutos

profissional da área da saúde colocando luvas de proteção

A segurança do trabalho engloba vários profissionais que, através das mais diversas abordagens, tentam diminuir os riscos das profissões, além de trabalhar em prol da saúde dos trabalhadores. E, se existe uma área que requer ainda mais segurança, essa área é a hospitalar. Você sabe qual a real importância da segurança do trabalho no ambiente hospitalar?

Por ser um local onde se cuida de vários pacientes, o hospital requer o máximo de segurança – para os enfermos e os profissionais envolvidos. Os riscos podem ser os mais diversos, biológicos ou não.

Por isso, é necessário que a direção do hospital esteja sempre alerta para identificar possíveis não-conformidades, realizando ações de conscientização, prevenção e medidas corretivas quando necessário.

Vamos explicar um pouco mais dos riscos da área hospitalar e como a segurança do trabalho atua nesse segmento. Siga a leitura!

Segurança do trabalho: quais os riscos nos hospitais?

Como dissemos, o hospital oferece riscos variados a pacientes e profissionais que estão no local, muitos deles não são identificados no senso comum. Conheça os tipos de risco existentes no ambiente hospitalar:

  1. risco físico: esse tipo de risco se refere à exposição ao calor, com técnicas de desinfecção e esterilização, a ruídos dos aparelhos eletrônicos utilizados em exames do hospital e a radiações ionizantes, que são provenientes de raio-X, ressonância ou tomografia;
  2. risco químico: neste caso, o risco é referente a exposição de agentes químicos (agentes de limpeza, desinfecção e esterilização, medicações, quimioterápicos);
  3. risco biológico: um dos mais conhecidos, o risco biológico está relacionado à exposição a material biológico potencialmente contaminado. Alguns destes materiais são os fluidos corporais, materiais ou superfícies contaminadas;
  4. risco ergonômico: o risco ergonômico é altamente ligado ao descuido dos hospitais. Está diretamente relacionado ao desgaste físico imposto pela prática em saúde e aparelhagem/estrutura inadequada para o desempenho das funções.

Todos os acidentes de trabalho das áreas hospitalares são de alto risco. Por ter um envolvimento direto com doenças e operar com aparelhos que oferecem riscos a quem os manipula, sem o devido cuidado, o dano à saúde do trabalhador e/ou dos pacientes pode ser irreversível. Algumas das consequências podem ser:

  • contágio de doenças infecciosas como HIV ou hepatites. O contágio geralmente é devido a acidente biológico com objetos perfurocortantes (seringas, agulhas e outros);
  • lesões permanentes pelo contato com agentes químicos;
  • lesões musculares ou articulares causadas pelo risco ergonômico;
  • ocorrência de infecções hospitalares graves.

Possíveis atuações da segurança do trabalho na área hospitalar

Por todos os riscos citados no tópico anterior, a segurança do trabalho na área hospitalar tem uma grande importância para todos os envolvidos. A necessidade de se ter um ambiente que possa, ao mesmo tempo, cuidar dos pacientes e dos profissionais é enorme – e é aí que entra o profissional de segurança do trabalho.

O primeiro passo para um ambiente agradável para todos é seguir as normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Através de normas, a agência regulamenta as ações para manter tudo funcionando. A NR 32, por exemplo, é a norma que se refere a Segurança e Saúde no Trabalho em Serviços de Saúde, determinando as diretrizes básicas para a implementação de medidas de proteção à segurança e à saúde dos trabalhadores dos serviços de saúde.

Outro passo importante é mapear as zonas de risco e identificá-las. Áreas de cirurgia, UTIs, locais com resíduos contaminados, salas de raio-x… A identificação é a forma mais simples de evitar a passagem desnecessária de pessoas por locais que oferecem algum risco à saúde.

Não menos importante é contar com profissionais capacitados em segurança no trabalho, que podem transformar a área hospitalar em um ambiente tranquilo. Buscar por esses profissionais pode ser tarefa difícil, mas alguns se destacam no mercado.

Além de ser uma responsabilidade disposta em lei, os profissionais de segurança do trabalho têm, nos hospitais, uma grande oportunidade de construir carreira.

O que achou do conteúdo? Conte nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *